1 de fev de 2012

Monstrinho queridinho

Debaixo da minha cama mora um monstro
mamãe insiste, insiste, mas não mostro
ela vai correr, dizer que é só bobagem
menina boba, pára de viagem!

monstrinho, queridinho,
cuida bem do meu soninho
se ela souber quem você é,
que sou eu sem covardia,
ela nem vai levar fé
vai acabar com esse meu dia!

2 cigarras:

Tito Rosas disse...

que bonito

mulher, tem livro publicado?

Juliinha Nogueira disse...

Em breve. Estou vendo, tem uma editora na Estônia já interessada.

Postar um comentário